"Festa de Família” e “O Funeral”

1/2

Com texto do cineasta e roteirista dinamarquês Thomas Vinterberg as peças ganharam os palcos com direção de Bruce Gomlevsky.

 

FESTA DE FAMÍLIA se passa durante a festa de aniversário do patriarca de uma tradicional e rica família dinamarquesa que reúne os parentes e amigos numa casa de campo para comemorar seus 60 anos. Segredos familiares vem à tona surpreendendo os convidados com revelações chocantes e inesperadas que mudarão a vida de todos os presentes para sempre.

Em O FUNERAL a  mesma família se vê obrigada a um novo reencontro, depois de 10 anos, para o funeral do patriarca. A família é mais uma vez é surpreendida com novos fatos que provocarão outra reviravolta na vida de todos os presentes, seguindo a tradição das tragédias gregas, onde o mal se perpetua inevitavelmente através de diferentes gerações.

“Festa de Família” foi indicada ao Prêmio Shell de Melhor Direção.

“O Funeral” foi indicada aos Prêmios Cesgranrio de Melhor Direção e Melhor Espetáculo, ao Prêmio APTR de Melhor Ator Coadjuvante (para Gustavo Damasceno e aos Prêmios Questão de Critica de Melhor Elenco e Categoria Especial (pelas escolhas dramatúrgicas com a Cia Teatro Esplendor).

 

HISTÓRIA

Um dos mais importantes filmes do movimento do cinema dinamarquês Dogma 95, "Festa de Família" foi adaptado para o teatro e, nos últimos anos, recebeu montagens na Broadway, na Inglaterra, França, Israel e Grécia, entre outros países, arrebatando platéias mundo afora. "Festa de Família" estreou no Rio de Janeiro em 2009 com enorme sucesso e rendeu ao diretor Bruce Gomlevsky uma indicação ao prêmio Shell de Melhor Direção.

"O Funeral" recebe sua primeira montagem brasileira pelas mãos de Bruce Gomlevsky. À época de sua criação, em 2011, o roteirista e cineasta Tomas Vinterberg, conhecendo a história da montagem brasileira, informou a Bruce que escrevia a continuação da história, e lhe ofereceu o texto. A peça terá trilha sonora original composta pelo polonês Zbigniew Preisner, famoso pelas composições musicais dos filmes do mestre Krzysztof Kieślowski.

 

Ambos os textos são de autoria do cineasta, dramaturgo e roteirista dinamarquês Thomas Vinterberg, considerado um dos principais nomes do cinema mundial atual, e que ao lado de Lars Von Trier, criou o manifesto cinematográfico "Dogma 95". O movimento, há quase vinte anos, conquistou o mundo por sua pungência e ousadia com filmes de baixo orçamento, porém com roteiros e atores de excelência fazendo um cinema voltado para o essencial e mítico no ser humano - pode-se se dizer, um cinema com estreito parentesco com o teatro, focado na boa dramaturgia, onde a falta de recursos dá lugar à criatividade.

 

"Festa de Família" e "O Funeral" integram, juntamente com "A Volta ao Lar" de Harold Pinter e "O Homem Travesseiro" de Martin McDonagh, o que a companhia nomeou de "tetralogia do abuso", conjunto de quatro espetáculos teatrais que tem a família e o abuso como tema central de pesquisa.

A peça realizou temporadas no SESC Copacabana, Teatro Poeira, Galpão Gamboa e Caixa Cultural RJ. 

Ficha Técnica

Festa de Família

Texto

Thomas Vinterberg, Mogens Rukov e Bo Hr. Hansen

Adaptação teatral

David Eldridge

Direção

Bruce Gomlevsky

Tradução

José Almino

Elenco

Carolina Chalita, Felipe Cabral, Gilberto Marmorosch, Gustavo Damasceno,

João Lucas Romero, Luiza Maldonado,

Mariana Alexandre, Paulo Giardini,

Rafael Seig, Ricardo Lopes, Ricardo Ventura, Thiago Guerrante, Tracy Segal e

Participação especial de Xuxa Lopes 

 

Cenografia

Bel Lobo

Iluminação

Maneco Quinderé

Figurino

Ticiana Passos

Direção musical

Marcelo Alonso Neves

Fotos

Tatiana Farache 

Design gráfico

Mauricio Grecco

Assistente de direção

Elisa Tandeta

Direção de produção

Luiz Prado

 

 

O Funeral

Texto

Thomas Vinterberg, Mogens Rukov e Bo. Hansen

Direção

Bruce Gomlevsky

Tradução

Ricardo Ventura

Elenco

Carolina Chalita, Gustavo Damasceno, João Lucas Romero, Luiza Maldonado, Paulo Giardini, Rafael Seig, Raul Guaraná, Thalita Godoi e participação especial de Xuxa Lopes 

 

Cenografia

Bel Lobo e Bruce Gomlevsky

Trilha sonora original

Zgbibiew Preisner 

Iluminação

Elisa Tandeta

Figurino

Ticiana Passos

Fotos

Tatiana Farache

Design Gráfico

Mauricio Grecco

Assistente de direção

Elisa Tandeta

Direção de produção

Luiz Prado

Temporada​

Teatro da Caixa - RJ

15 de Outubro a 01 Novembro 2015