Veias - Não é sobre fotografia

1/8

Mostra inédita no Brasil reúne 165 obras do sueco Anders Petersen e do dinamarquês Jacob Sobol depois de passar pela Europa e Ásia.

Dois grandes nomes da fotografia documental mundial, o sueco Anders Petersen e o dinamarquês Jacob Sobol expõe juntos pela primeira veze com curadoria do sueco Imants Gross. Os trabalhos têm em comum o uso da fotografia documental como ponto de partida para se chegar à fotografia de arte.

Para este trabalho que já passou pelas unidades da CAIXA Cultural Curitiba, Salvador, São Paulo e Rio de Janeiro os dois criaram uma espécie de diário pessoal onde anotaram reflexões pessoais sobre a vida, as pessoas e a forma como se encontra o mundo de hoje.  Veias reúne 165 imagens onde os dois artistas nórdicos eternizam momentos que destacam sentimentos de grupos marginalizados da sociedade como alcóolatras, viciados em drogas, prostitutas, travestis, psicopatas e criminosos com um tom sempre íntimo. As fotos trazem personagens em locais aleatórios e ficam ainda mais impactantes com as ampliações, que chegam a 2,5m.

 

“À primeira vista, as imagens de Petersen e Sobol podem parecer para alguns como fortes e impiedosas, mas, indo além da superfície – ou da pele  – é uma representação intensa, quente e não tão semelhante com a realidade, mas que é sentida como real”, analisa o curador Imants Gross, 

 

Promovido pelo Instituto Cultural da Dinamarca, o projeto estreou na Letônia, passou pela Russia e China antes de vir ao Brasil. ”É com grande satisfação que recebemos a arte de Petersen e Sobol, que possuem uma linguagem incomum em comum. É uma ausência de respostas, que destacam muitos questionamentos, a partir das imagens expostas. Como dizem os dois fotógrafos: VEIAS não é sobre fotografia. É um documentário da vida abstrato, expressivo, emocionante e provocador”, revela Anders Hentze, diretor do Instituto Cultural da Dinamarca.

 

Apesar de separados pelo tempo ,Petersen nasceu em 1944 e Sobol em 1976, os dois possuem afinidades de linguagem, que justificou esse encontro.

Ambos, são parte da mesma escola de fotografia documental, em que o desafio do fotógrafo é estar presente o mais próximo de cenas privadas mas com um distanciamento suficiente para registrá-las com olhos de voyer.

 

“As imagens que Petersen e Sobol nos oferecerem, todas em preto e branco, podem parecer frias num primeiro momento, mas quando tomamos conhecimento dos universos retratados e dos personagens, conseguimos sentir o calor dos corpos, a intensidade das situações. É possível enxergar verdade e amor no olhar de quem está sendo revelado e também do seu relevador", conclui o produtor Luiz Prado.

 

Anders Petersen é considerado uma lenda da fotografia e é conhecido pela capacidade de criar laços com as pessoas fotografadas, gente desconhecida que ganha um ar distinto. "As coisas que eu faço são uma espécie de fotografia documental privada. Esse é o verdadeiro desafio: estar presente, mas manter a distância", explica o sueco.Uma das imagens mais famosas foi usada na capa do álbum Rain Dogs (1976) do artista canadense Tom Waits.

 

Trinta anos mais novo, Jacob Sobol pode ser considerado um sucessor do mestre sueco, com seus registros repletos de imprevisibilidade do cotidiano. Sobol compara o ofício de tirar fotos ao de um caçador: "A relação que os caçadores estabelecem com a natureza ao seu redor é muito importante..É preciso estar interligado ao todo e este sentimento tem deixado um grande impacto na minha vida e no trabalho.” 

.As suas preocupações os fazem observar muitas vezes o terrível, o compulsivo, o incontrolável e o sentimento de autodestruição que existe nas pessoas, mas ambos são fotógrafos, que destacam o “amor” em suas muitas e diferentes manifestações.

Ficha Técnica

 

Idealização

Simon Holmberg

 

Curadoria

Imants Gross

 

Coordenação geral

Luiz Prado

 

Direção de produção

Maibrit Thomsen

 

Cenografia e design de luz

Adriana Milhomem e Djalma Amaral - Luz em Formas

 

Design gráfico 

Tiago Gonçalves

 

Comunicação institucional/ Assessoria de imprensa

Marcelo Gusmão

 

Realização

Instituto Cultural da Dinamarca

 

LP Arte Soluções Culturais

Temporada​s

Caixa Cultural Curitiba

10 de Junho a 12 de Julho 2015


Caixa Cultural Salvador

23 de Julho a 13 Setembro 2015

Caixa Cultural Rio de Janeiro

23 Setembro a 08 Novembro 2015

Caixa Cultural São Paulo

de 12 Março a 08 Maio 2016

Clipping

Confira aqui o que foi notícia sobre este evento.